Diego Beunizam

Vamos ver no que vai dar...

Pages

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Youtuber Brasileiro é estuprado violentamente



Oi? Resolvi reativar esse blog abandonado, quem me conhece sabe que eu adoro escrever, mas não em blogs (blé).
Bom... se você entrou aqui pensando em assistir um estupro sexual... vai se decepcionar ( eu sou ótimo em decepcionar as pessoas)... o que você verá no link que irei postar, vai muito além de um estupro carnal, pois trata-se de um ESTUPRO INTELECTUAL.

Mas claro que antes vem um pouco do zoeira. E vale lembrar que mesmo tendo viajado na maionese sobre o assunto do 'aquecimento global', e ter usado argumentos falhos na tentativa de refutação do Dr Ricardo Felicio, o canal do Pirula presta um grande serviço SIM em esclarecer muitos assuntos no ramo das ciências biológicas. Enfim... vamos ao que interessa!






OPS!!! Não é aqui !! Mas pela forma como aconteceu eu não me assustaria se encontrasse esse vídeo nesse site... 
Outra coisa importante de ser dita é que... a iniciativa dessa "refutação" partiu do hater de uma das minhas bandas preferidas (Ghost BC)... sim, esse mesmo, o CHATO do Nando Moura, e que merece os parabéns por ter tido essa brilhante ideia, que, na verdade, não passou de uma vingancinha, mas que teve muitos pontos positivos e que vão abrir a cabeça de muita gente. Confesso que foi duro ver o Pirula ser debulhado, esmigalhado, depenado, degolado, empalado... ado... ado..."tudoado".

Sem mais delongas...






quinta-feira, 3 de março de 2016

Baixe aqui o polêmico livro "proibido" de Hitler


'Mein Kampf' ('Minha luta'), de Adolf Hitler, um dos livros mais polêmicos já escritos, será relançado. Não demorou muito para que mimimizentos entrassem em ação. A maioria dos que são contra o relançamento, alegam que a venda pode reforçar pensamentos neonazistas principalmente em moradores do sul do país, onde as pessoas se identificam com historias relacionadas a seus descendentes europeus.

A verdade é que esse livro é facilmente encontrado na internet, e as pessoas que realmente sentem vontade de  ler o livro seja por qual motivo for, irão fazer isso com liberação ou não.

Sabe o que é engraçado nos brasileiros que defendem a ideia da não liberação do livro? A maioria desses bobocas não tem o costume de ler! Brasileiros não tem costume de ler! Boa parte sequer clica nas noticias dos sites, debatem os artigo usando falácias de apelo emocional baseadas em achismos e experiências próprias que no final das contas são invalidas.

Brasileiro lê em média apenas 2 livros completos por ano, segundo a pesquisa "Retratos da Leitura no Brasil", realizada em 2012 pelo IBOPE e pelo Instituto Pró-Livro. Espanhóis leem, segundo pesquisas, mais de 10 livros/ano. Até mesmo a Venezuela apresenta dados mais favoráveis que o Brasil, e os Argentinos, que os brasileiros tanto "odeiam" devido a alienação futebolística, são os lideres do ranking mundial, representados pela cidade de Buenos Aires, no que se refere a quantidade de bibliotecas que são de 25 para cada 100 mil pessoas, ou seja um numero extraordinário!

Então para que se preocupar com o relançamento de um livro? Quem se identifica com ideologias neonazistas ou já leu, ou vai ler de qualquer jeito. Aproveite que o livro é o assunto do momento e leia!

Estou disponibilizando aqui o livro para download e o choro é livre!

Clique >>>>>>> Mein Kampf , traduzido para o português
 


Até o Pato Donald já leu ^^





segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Dois aninhos de ditadura militar severa para vocês!!

 
Não meus amiguinhos, ao contrario do que muitos de vocês que clicaram aqui sedentos de vontade de me xingar, esfolar, estuprar e etc...  já aviso logo que não sou coxinha militante da direita conservadora e muito menos gosto do Jair Bolsonaro, aquele lixo presbiteriano ambulante do qual não dou um balde de mijo pela vida dele (agora serei xingado pela tucanada, mas quem liga?). Enfim, pensei que depois de anos de labuta postando as mesmas coisas, que estava explícito, porém ninguém de fato é obrigado a interpretar tudo exatamente como imaginei, mas um pouco de "lógica" por se tratar de uma pagina quase que anarquista, e conhecimento básico em figuras de linguagem referentes a ironias, evitariam esses tipo de confusão, que, ás vezes penso eu que é proposital, com o único intuito de  causar confusão na mente de pessoas com dificuldades interpretativas através de uma suposta desonestidade intelectual... um golpe que eu considero muito baixo.
Vou resumir/esclarecer!
 
Quando digo que certas pessoas merecem dois aninhos de ditadura severa, é o seguinte: é como se você tivesse um filho bagunceiro, que deixa os brinquedos jogados pela casa, e você sempre avisa que é melhor ele guardar antes que alguém pise em cima e acabe quebrando algum deles... como ele (seu filho) não te dá ouvidos, você acaba torcendo para que alguém de fato acabe pisando em um dos brinquedos, para que seu filho aprenda a lição de guarda-los quando termina de brincar ... no fundo você torce para que ele guarde os brinquedos sem precisar passar pela experiência ruim, mas depois, com o passar dos meses e com a continua desobediência, você já não se importa mais com a quebra do brinquedo e quer mesmo é que o garoto aprenda a lição mesmo que seja pela pior das maneiras ... quer ver ele vir chorando até você e dizendo que seu boneco está sem o braço, para você poder dizer: "o que foi que eu te avisei, agora é tarde!"
 
Era só isso!
 
Muitas feministas burras comentaram que eu, com esse pequeno texto, apoiava a repressão da escola apenas porque os garotos da escola ficariam excitados com o tal uso dos shorts curtos... é por isso que eu sempre fico preocupado com "DESONESTIDADE INTELECTUAL". É obvio que elas não acharam isso no meu texto, mas deturparam ao máximo, para que pessoas com preguiça de ler ou com capacidade interpretativa baixa pegassem carona em seus relinchos virtuais juntamente com suas filosofias de rodoviária gramscistas ... enfim, não vou ficar de "mimimi"...
 
(Clique para ampliar)
 
E o mais "legal" de tudo... as mulas que me chamaram o tempo todo de coxinha, sequer tiveram a capacidade de ler o primeiro  comentário (aquele que fica no topo) onde deixei claro que não sou a favor da ditadura
 
 
 
Seria melhor ter ido ver o filme do Pelé!


O cliclo da improdutividade.

Você compra o livro e está morrendo de vontade de lê-lo, mas o dia foi entediante e você não sente disposição de ler, porque nada é mais chato do que ler um livro apenas por falta de ter o que fazer. A internet já cansou sua mente, sua visão ,e, no outro dia, quando você acordar disposto a ler o tal livro, algo nela (internet) vai chamar sua atenção, e então você vai lá rapidinho apenas dar uma conferida no Facebook;  essa conferida dura umas 3 horas, e essas 3 horas se transformam em 5... 7... 9 horas...



E mais um dia acabou e você está cansado para se dedicar ao seu livro. Um belo dia então, o seu modem aparece com um problema,  a empresa diz que em dois dias tudo será resolvido. Nesses dois dias você desdenha a internet e pensa consigo mesmo que pode viver sem ela. E lá vai você fazer as pazes com o seu livro, que por sinal é muito bom, e acaba descobrindo que ele te deu muito mais prazer do que aquelas horas "chatas" no Facebook, Youtube e etc. Mas... Os dois dias se passaram!! Você já leu o livro, e entusiasmado por descobrir que ele era tão bom, passou na loja e comprou outro... mas a sua internet está de volta!! E você  senta em frente ao computador apenas para ler algo rapidinho, e esse algo rapidinho se transforma em 1..2..3 horas, e essas 3 horas se transformam em 5...6...7...8...9 horas! E mais uma vez você está cansado para se dedicar ao "novo" livro.



Dois meses se passaram, e... você ainda não leu nenhuma pagina... Até que de repente o seu PC para de funcionar, aparentemente sem motivo algum!! E agora?? Você está sem dinheiro e só recebe seu salário daqui a dois dias!! Não há o que fazer, você desdenha a internet e pensa consigo mesmo que pode viver sem ela; então lá vai você fazer as pazes com o seu livro e acaba descobrindo que ele te deu muito mais prazer do que aquelas horas "chatas" no Facebook, Youtube e etc. Os dois dias se passaram!! Você já leu o livro e entusiasmado por descobrir que ele era tão bom, passou na loja e comprou outro... a sua internet está de volta!! Mas você vai ali mexer no computador rapidinho... você só quer ler alguma coisa boba no Facebook. É "rapidinho"...
(Diego Beunizam)

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Você ja teve um amigo viciado em Crack?


Fazia pouco tempo que eu estava mais uma vez de volta ao sul do Maranhão, lugar que não me agrada nem um pouco e devido a isso meu circulo de amizades era e ainda continua bem pequeno. Foi  em uma lanchonete que fui apresentado ao  XXX, a primeira impressão que tive foi de que era apenas mais um cara comum “sobrevivendo” no MA. Conversamos sobre a baixíssima velocidade da internet e sobre o péssimo atendimento prestado pelas empresas que se “dedicam” a manutenção do deprimente acesso dado a seus usuários. XXX era sempre elogiado pelos seus colegas por ser um ótimo jogador de Xadrez, esporte do qual ele praticava assiduamente todos os dias em diferentes horários, chegando a organizar ate torneios simples pela internet. Um dia fui convidado por um amigo que tínhamos em comum a ir na casa do XXX, já era noite, mas ele morava sozinho então não haveria problema algum.  Ao chegar até me espantei, o local estava muito bem arrumado, a casa estava limpa, nada estava fora do lugar e as louças estavam todas lavadas...  tive poucos amigos que moraram sozinhos e conseguiam manter a casa limpa de forma tão geral assim como a dele sempre estava. Não demorou muito a amizade foi sendo desenhada, tentei até aprender a jogar xadrez mas confesso que não me dediquei o suficiente.

Sete meses se passaram e tenho que confessar que as vezes percebia o comportamento de XXX muito diferente. Alguns dias estava agitado demais, inquieto e sua fala era rápida ao mesmo tempo que sua voz estava superbaixa... nem desconfiei que isso poderia ser efeito ou abstinência de “algo”. Não demoraria muito para certas coisas começarem a aparecer...
 

Um dia dei a “sorte” de ficar sem  gasolina em frente a sua rua, então empurrei a moto até a porta da casa do meu “brother” , expliquei  que estava sem gasolina e etc. Ele me emprestou sua moto e me deu um litro vazio de Coca-Cola para que eu pudesse trazer o combustível.  Sua moto era uma Biz, esse tipo de moto tem a ampla  vantagem de ter em seu interior, um espaço para que objetos sejam guardados... lá ia eu então comprar minha gasolina quando ele me chamou, disse que havia esquecido algo no interior da moto, não imaginei que ele tiraria MACONHA ali de dentro, mas tudo bem, nem me assustei por saber que ele fumava...  sou de Brasilia, lugar onde em toda esquina existe um fumante, lugar onde todo tipo de pessoa fuma (advogados, juízes, médicos, vagabundos, estudantes e etc) então aprendi a não ser tão careta assim e não condenar as pessoas apenas porque elas fumam maconha... a única coisa que exijo é que eu seja respeitado por ter a escolha de decidir não ser usuário , já tenho a minha droga viciante e ela se chama CAFÉ!

Aquele episodio passou batido, ele não fumava na minha frente e eu nem tocava no assunto... mas o fato de eu não me importar parece que abriu brechas para mudanças de comportamento. Um dia  decidimos fazer trilha de moto. Nossas motos não eram próprias para pegar estrada de terra, mas quem não tem cão caça com gato! Saimos, corremos, derrapamos... trilhamos! Até que ele para a moto, eu também paro a minha... ele diz que vai acender um cigarro e eu não me importei pois achei que era um cigarro desses comuns que vendem no mercado,  que por sinal são ate mais prejudiciais que os de maconha, mas ele não estava com um cigarro comum, me irritei e disse que não estava afim de ser visto com ele quando o mesmo fosse fumar maconha, pois mesmo estando no meio do mato poderia passar alguém e dizer que eu estava fumando junto. Não que eu me importe com o que meia dúzia de gatos pingados de uma cidadezinha medíocre do MA vão dizer, o problema é a distorção dos fatos!  Na boca de uma pessoa maldosa, você deixa de ser um simples “amigo de um maconheiro” e vira um traficante de renome em apenas dois segundos.  Ele prometeu que era só mais aquele dia  e que  nunca mais faria isso na minha frente. 

Os dias passavam e cada vez mais o seu comportamento piorava: inquietação, nervosismo, desleixo... sua casa já não era mais a mesma, a casa que antes estava sempre arrumada, agora continha cinzas de cigarro pelo chão, panelas sujas na pia, baratas pela casa, o fogão estava sempre com restos de comida em cima dos crivos e XXX gastava  mais de 10 reais por dia em carteiras de cigarro. Outra coisa importante de relatar é que o circulo de amizade de XXX havia mudado, agora ele tinha novos amigos, e quando eu chegava na casa dele e esses amigos estavam por lá,  percebia que o clima era outro e que parecia que eu naquele momento estava estragando alguma diversão. Dava para sentir um cheiro estranho no local, parecia metal aquecido (tempos depois fui entender o cheiro de ferro quente). Bom, sou formado na área da saúde (Fisioterapeuta), tive aulas de farmacologia, dei palestras sobre drogas, eu sabia que algo ali estava muito alem de cigarros comuns e maconha... decidi esperar o tempo passar para constatar.
 

Sábado, dia entediante, vou na casa do XXX com outro amigo. XXX está na porta com outro rapaz, esse eu já sabia que era usuário de crack, ao ver os dois juntos eu ainda fui muito inocente de não deduzir na hora que eles estavam ali consumindo pedra.  Eu e meu amigo ficamos lá fora conversando com eles, mas toda hora o outro rapaz dizia que estava com sede e entrava para beber água, XXX então entrava junto dizendo que iria o servir...  comentei com meu amigo sobre achar estranho o fato deles não trazerem o litro de água para fora, já que estavam entrando para “ beber água” de três em três minutos.  Esse amigo, que também era amigo de XXX, sorriu mas não disse nada, não desconfiou... foi quando o rapaz que estava com XXX disse que iria beber água mais uma vez , foi ai que e eu decidi que também queria ir beber agua, então entramos os três, apenas um de nós ficou do lado de fora da casa. Me dirigi a geladeira e o rapaz passou direto, perguntei onde ele estava indo e ele disse que havia deixado a jarra de água dele no quintal e riu. Então eu o segui, foi ai que XXX confessou que ele e seu colega estavam fumando crack, e que ele estava envergonhado de mentir.

 Agora eu entendia o motivo do cheiro de metal queimado, eles estavam usando latas de cerveja como cachimbo para tragarem as pedras.
 

Não paramos de falar com XXX por isso, nossa meta agora era ajuda-lo a sair dessa. Seria difícil, mas estávamos dispostos. Conversamos com XXX, tentamos não deixa-lo sozinho por muito tempo,  o problema eram as outras companhias, elas não só incentivavam o uso, como as vezes levavam as drogas! E tanto eu como meu outro amigo não estávamos dispostos a compartilhar das novas amizades de XXX...  Conversamos mais uma vez e ele disse que estava esperando apenas o inicio do mês entrar para ele largar as drogas em uma data arredondada. Engolimos mais essa e ele não parou, demos mais uma chance e foi então que ele disse que pararia de usar na próxima semana, pois o seu aniversario estava chegando e ele iria começar a nova idade, dessa vez, puro.

Dei uma flauta de presente pra ele, pensei que talvez se ele se dedicasse a musica sentiria prazer com outros tipos de experiência, quem sabe uma nova forma de transcender , meditar ou estudar. Não adiantou, não tenho certeza, mas acho que ele na tentativa de fazer um escambo acabou desmontando o instrumento,  perdeu uma parte  e o  deixou  inutilizável... se serve de consolo, pelo menos não conseguiu trocar por droga (risos).

A tal data chegou, e com ela uma porrada de drogas... nesse dia quando cheguei em sua casa ele havia acabada de gastar 300 reais com pedras de crack e maconha prensada. Não aguentei, acabamos batendo boca, pois ele havia passado dos limites, foi quando ele disse que tinha auto-controle e que eu não sabia de “porra nenhuma”. Então joguei a toalha, eu já havia ido longe demais, algumas pessoas estavam até dizendo que eu usava drogas com ele, e o que eu estava ganhando com essa amizade? Nada! Me afastei... o meu outro amigo disse que ia tentar e que não ia desistir fácil como eu (risos), na verdade eu não desisti fácil, eu já estava lutando contra as cagadas de XXX há bem mais tempo...  deixei a missão pro meu outro amigo.

Dias depois descobri que ele também não estava mais falando com XXX, os motivos eram os mesmos que me cansaram... a inconveniência de XXX querendo vender suas coisas para comprar drogas, a inconveniência de XXX pedindo dinheiro emprestado  todo dia... Viciados em crack são as pessoas mais inconvenientes do mundo!  As vezes me pergunto se ele ficou pior depois que passei um filme chamado “LUCY” para ele, na época, como não sabia que ele era usuário, achei que o filme o inspiraria a estudar, mas o filme mostra a historia de uma mulher que ao entrar em contato com uma substancia química, tem o QI altamente elevado e vira uma espécie de “deus”. Poucos dias antes de eu me afastar de vez , ele citou o filme dizendo que quando se drogava, sentia-se mais inteligente. Expliquei que isso era pura ilusão e que quem escutava as merdas que ele falava era eu.

 Não sei como está XXX hoje, uns dizem que parou, outros dizem que ainda continua usando... se fui um covarde por desistir de ajuda-lo eu não sei, eu fui ate onde pude... eu tentei! Agora, essa luta não é mais minha.

(Diego Beunizam)  
  

sábado, 14 de novembro de 2015

O Sentimentalismo elitizado das redes sociais

Vejo pessoas colocando fotos nos perfis com a imagem da bandeira da França em "condolências" as vitimas mortas no ultimo ataque terrorista. Outros brigam porque muitos que levantam a bandeira da França nos perfis não se pronunciaram sobre as mortes em MARIANA-MG.

O que acho muito estranho é que em abril, 147 pessoas foram mortas em uma universidade no Quênia, terroristas invadiram o local, atiraram nas pessoas e eu não vi ninguém explodindo em sentimentalismo por amor ao próximo... Afinal de contas, eram apenas africanos não é mesmo, quem se importa com africanos? Colocar a bandeirinha da França no perfil é mais "chique" (faz biquinho aê cambada de FDP).



Quando o ataque é na França “Decadence avec elegance”... quando o ataque é no Quênia “ laisses faire, laisses passer”... a mídia guia as pessoas e decide por quem elas devem "sentir", por quem elas devem sofrer.

A critica que faço não é pelo modismo. Na internet acontecem mesmo essas coisas, o problema nesse "modismo-tricolor-europeu" é que muitas vezes ele vem recheado de preconceito "anti-islã", basta reparar que a maioria das pessoas que mudam o seu perfil, sabem apenas do atentado mas não sabem o real motivo.

Sei do medo que muitas pessoas sentem de que o Brasil vire alvo de algum grupo de terroristas, mas se formos olhar nossa historia, somos mais africanos do que franceses... todo esse sentimentalismo é elitizado sim!

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Musica "djuba" da dupla 2 Africanos é só um plagio descarado



Difícil aturar toda essa babação de ovo por uma musica que é apenas uma copia do refrão de outra musica. E ainda temos que ver a Sandy dizendo "eles tem Hit" tem mesmo Sandy, eles tem Hit alheio!
Alias a letra da musica tem uma parte que me chama muito atenção onde diz "pedimos permissão pra poder cantar" (risos) tinham que pedir permissão mesmo... pros Hansons!! Afinal esse Hit é deles, e pode ser encontrado na musica "MMMBOP", bem antiguinha por sinal, mas que foi a ponte que os levou para a fama, e parece que não só eles né? Não acredita em mim? De play no video e coloque em 01:40 depois me diga como os "Africanos" são bem inovadores.

Link para a musica DJUBA
https://www.youtube.com/watch?v=OOeEPD5h2Y8

Link para a musica dos Hansons : OBS Coloque em 01:40 (refrão).
https://www.youtube.com/watch?v=NHozn0YXAeE